O Voadeira Estradeira nasceu um blog sobre viagens (período incrível!). Depois se tornou um breve diário pré-casório e agora está migrando de tema de novo... sobre meus novos projetos literários, e também algo sobre ser mamãe pela primeira vez, sem desprezar as futuras viagens, claro! Muito confuso? Talvez, mas esse é o blog de alguém que escreve, jornalista de formação, atriz de teatro e escritora para o resto da vida. Seja muito bem vindo!

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Doses Literárias 2

Mais um trecho incrível da literatura mundial que merece ser conhecido. Encontrei  trechos da obra Confissões, de Agostinho, no livro 25 livros que todo cristão deveria ler, organizado por Richaard Foster e Dallas Willard e editado pela Editora Mundo Cristão.
O livro lista, como o nome diz, 25 obras essenciais sobre a história da fé cristã, comentada e selecionada por outros escritores. O de Agostinho foi realizada por James Catford, segue!

"(...) onde há paz segura além do Senhor? Extravagância se mascara como plenitude e abundância, mas tu és pleno, fonte inesgotável de incessante brandura. O esbanjador tem a pretensão de liberalidade, mas tu é o mais generoso dispensador de todo bem. O avarento quer ter muitas posses para si; tu possuis todas as coisas. O invejoso luta por prioridade: mas o que mais deve ser preferido além de ti? O medo encolhe diante de qualquer perigo súbito e incomum, o qual ameça as coisas que ele ama, a única segurança está em cuidar de si mesmo, mas para ti nada é estranha, nada é imprevisto. Ninguém pode te separar das coisas que tu amas, e segurança não se encontra em nenhum outro lugar além de ti. A tristeza corrói seu coração pela perda das coisas as quais ela tinha prazer em desejar, porque deseja ser com tu, de quem nada se pode tirar. 
Então a alma se contamina com amor lascivo quado se afasta de ti e procura outras coisas, nas quais ela não encontra pureza e ausência de mácula, exceto quando se volta para ti. Todos que te abandonam e se colocam contra ti simplesmente te copiam de um modo muito perverso, mas justamente por esse ato de imitação eles apenas demonstram que tu és o Criador de toda a natureza e, consequentemente, que não há nenhum lugar em que o homem possa se esconder de ti".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As janelas!